Presença digital: Como (re)aproximar empresa e clientes pós-pandemia

Além de um desafio para cientistas e autoridades em saúde pública, a pandemia do coronavírus tornou-se também uma luta para empresas e empreendedores de todos os tamanhos. O enfrentamento econômico está em pauta e com ele o estabelecimento de uma nova relação com os clientes. É onde entra a presença digital como grande aliada.

O tempo que a maioria das pessoas passou em casa, em isolamento social, e o tempo que muitos negócios suspenderam suas atividades criaram um hiato que nem a telentrega, em alguns casos, conseguiu amenizar. Ainda são diversas incertezas quanto à volta da normalidade, mas uma coisa é certa: a relação com os consumidores está no divã e diferentes  setores precisarão rever seus processos e a comunicação é um deles.

E como todo mundo está na internet, começar analisando a presença digital, ainda mais depois da experiência do isolamento social, é prioridade. Por isso, reunimos a seguir cinco sugestões relacionadas à forma como a empresa atua no ambiente digital com o objetivo de criar uma nova relação com seus clientes.

1 – Rever sua presença digital

O momento é de revisão do que a empresa faz na internet. Desde quais canais utiliza até o que está no planejamento precisa ser revisto para que possa ser adequado ao novo momento. Manter tudo inalterado pode soar estranho, fora da realidade. Isso inclui a forma e o conteúdo do que é publicado em sites, blogs e redes sociais.

2 – Saber mais sobre seus clientes

Uma medida que ajuda na revisão da presença digital é procurar saber mais sobre seus clientes. Buscar informações que possam ajudar a construir um provável novo perfil que leva a construção da relação pós-pandemia.

O ideal é fazer ações como perguntas nas redes sociais e pesquisas via formulários enviadas por e-mails para conhecer possíveis novos hábitos – desde rotina até consumo. Certamente ajudará a enxergar um horizonte para o negócio na internet.

3– Mudar sua abordagem

A forma como a empresa aborda o cliente nos canais digitais poderá ser uma das medidas prioritárias para a construção de uma nova relação. A reaproximação deverá ser em outro tom, menos vendedor e mais companheiro. Ou seja, a empatia deve prevalecer acima de tudo. Ver apenas o lado da empresa poderá afastar em vez de aproximar. E “cancelamento” de marcas que agem assim é o que não falta nas redes sociais.

4 – Oferecer mais e pedir menos

Junto com a mudança de abordagem vem também a mudança de postura. No caso de uma estratégia de presença digital, um exemplo claro é a oferta de ebooks, guias e infográficos mediante fornecimento de dados (e-mail, principalmente).

Talvez não seja a melhor hora de pedir, mas sim compartilhar gratuitamente, sem necessidade de fornecimento de dados, conteúdos relevantes e que podem ajudar um cliente a resolver um problema pontual. Não se ganha o lead, mas pode-se ganhar a admiração pelo gesto.

5 – Inovar na presença digital

Por fim, para se reaproximar dos clientes, além de considerar as sugestões acima, poderá ser necessário inovar na presença digital. Isto é, o momento poderá levar a empresa a investir e não reduzir seus investimentos em marketing digital para agregar novos canais, novas ferramentas e novas ações.

Obviamente isso deve ser feito de forma equilibrada diante do enfrentamento econômico decorrente do coronavírus, mas é imprescindível manter o vínculo com os clientes. E no momento de tantas incertezas, a melhor forma de isso ocorrer é por meio da presença digital. Nem que seja para mandar um ? ou uma ??. Ou melhor, um #tamojunto.

Rolar para cima