Category : Sites

A importância de ter um site bonito e funcional para o sucesso do seu negócio


site

Os negócios estão acontecendo no ambiente digital e as empresas não têm como fugir: precisam seguir este caminho para não ficar para trás na disputa pela atenção de um público cada vez mais hiperconectado. O empreendedor que não se adapta a esta realidade de mercado corre sérios riscos de perder oportunidades e muitas possibilidades de converter internautas em clientes.

A providência número um para enfrentar este desafio é contar com um site próprio bonito e funcional. Não há desculpas para não investir. Se você está em campo, tem que jogar o jogo. Nem mesmo achar que tudo já se resolve com uma página no Facebook. É um engano considerar a possibilidade de “existir” no ambiente digital apostando apenas em redes sociais. Não é desta forma que a empresa garante sua presença digital e ainda se coloca numa posição vulnerável porque depende de plataformas de terceiros que estão sujeitas a restrições técnicas e judiciais, como já vimos. Um site próprio passa mais credibilidade e ainda permite aparecer com diversos resultados e acima de redes sociais para quem procura no Google por serviços ou produtos que uma empresa oferece.

Este é um ponto forte na argumentação de que toda empresa precisa ter seu próprio canal na internet. O passo seguinte é pensar como deve ser este canal.

Bom gosto, bom senso e velocidade

O desafio é chegar a um resultado que seja visualmente elegante e impactante, sem exageros no uso de imagens nem de cores berrantes que dificultam a leitura e poluem mais do que embelezam o site. É importante chamar a atenção dos visitantes pela combinação certa de cores, imagens e tipologias. É preciso ter equilíbrio. Afinal, já não se faz site como antigamente. E isso é uma ótima notícia porque houve época em que era muito comum faltar bom gosto e bom senso estético na concepção de sites para a internet.

Como a Infomídia desenvolve sites desde 1995, percebemos que possibilidades técnicas como animações e efeitos de todos os tipos muitas vezes seduzem os desenvolvedores menos experientes que usam sem critério e sem objetivo. Na prática, nem sempre o site fica mais bonito e muitas vezes apenas mais pesado, o que resulta em dificuldades para quem o acessa – ou pelo menos, tenta acessá-lo.

Com a popularização do uso de dispositivos móveis como celulares e tablets, a velocidade de acesso a um site ganhou ainda mais importância. Pesquisa do Google indica que o tempo de carregamento de uma página no celular deve ser menor do que três segundos para evitar que um usuário deixe o site. E a partir de julho de 2018, conforme o Google Webmaster Central Blog, a velocidade de carregamento é um fator de ranqueamento para pesquisas realizadas em dispositivos móveis. Ou seja, se o seu site for lento, o Google vai priorizar sites mais rápidos do que o seu nos resultados de busca. E, se mesmo assim o usuário tentar acessar o seu site, se demorar mais do que três segundos para carregar, a chance de ele desistir é grande.

Além de carregamento rápido, um bom site precisa ser “responsivo”, ou seja, o layout da página precisa se adaptar de acordo com a resolução em que está sendo visualizado, seja em computadores, celulares, tablets etc, sem prejuízo para a experiência do usuário. E, claro, deve atender os princípios de indexação e ranqueamento para aumentar as chances de ser encontrado no Google.

Navegação facilitada

O mesmo cuidado vale para a estruturação de todas áreas do site. A organização do conteúdo precisa ser feita de maneira clara e objetiva, de acordo com o público-alvo, facilitando o acesso e a classificação da informação.

A navegação deve ser intuitiva. É preciso facilitar o uso do site para que o visitante não tenha dificuldades de encontrar tudo o que procura nem aquilo que a empresa quer que ele veja. As tarefas têm que ser simples e o sistema transparente, fácil de entender e usar.

Por exemplo, se há uma promoção em andamento, como a empresa espera que o cliente clique e compre se ela está escondida, sem destaque no site? Se a empresa deseja que os clientes liguem para ela, por quê número de telefone fica apenas na página de contato? O mesmo vale para as áreas de descrição de produtos e serviços e, principalmente, de contato, onde será possível captar informações valiosas (nome, localização, e-mail e interesses) que podem ajudar a converter em vendas no futuro.

Lembrando também que é muito mais comum do que se imagina os visitantes chegarem a um site em páginas internas por meio de pesquisas no Google. Ou seja, chegam por um link específico e não pela página inicial. Este é mais um motivo para que tudo esteja muito bem organizado no site e para que sejam oferecidas – e rapidamente identificadas – outras possibilidades para que o visitante fique mais tempo e acesse outras áreas que interessem à empresa.

Conceitos unificados

Hoje, é possível desenvolver um site institucional, blog ou loja virtual trabalhando os conceitos de bonito e funcional de forma unificada. O uso de plataformas como o WordPress tem contribuído para isso por conta de suas características como software de código aberto. Ajuda nisso também a participação ativa da comunidade de desenvolvedores na criação de templates e plugins profissionais e que agregam muito valor ao site. Atualmente, mais importante do que programar um site em plataforma própria é saber selecionar e configurar as ferramentas disponíveis para atingir os objetivos de comunicação e marketing do cliente.

Por fim, é importante sempre ter em mente que o site é a extensão da estrutura física de um negócio. Seja uma loja, seja um escritório, não importa. O mesmo zelo que se tem com a vitrine ou com a recepção deve ser aplicado no ambiente virtual. Em muitos casos, o site poderá ser a primeira impressão que um potencial cliente terá da empresa. Por isso, faz sentido que estrutura física e virtual sigam uma mesma proposta visual e de organização até para refletir os próprios valores defendidos pela empresa. Só por isso já vale a reflexão e o investimento.

Visita de usuário

Se você já tem um site, nunca é tarde para rever sua presença digital, a partir da avaliação da qualidade de seus canais digitais.

Como já sugerimos no blog da Infomídia, viva uma experiência de usuário. Entre no site da sua empresa como se fosse um cliente para identificar possíveis dificuldades e verificar se tudo está funcionando de forma correta. O menu está correto? O que o cliente precisa encontrar está destacado ou precisa ir mais fundo na navegação? Os contatos enviados chegam na caixa de e-mail certa? Ou melhor, chegam mesmo?

Se preferir, os especialistas da Infomídia estão à disposição para analisar seu site ou estudar suas necessidades para a criação de um novo canal.  Fale conosco.

 

7 números que mostram como os dispositivos móveis estão transformando as viagens


A Adobe está divulgando uma lista de estatísticas obtidas a partir da plataforma Adobe Marketing Cloud que mostram como os viajantes consideram seus smartphones o item mais indispensável que carregam consigo quando viajam.

Atualmente, os dispositivos móveis e o onipresente Wi-Fi fazem com que os viajantes ainda estejam muito conectados à vida cotidiana e ao redor do mundo. A principal grande mudança é a forma como os dispositivos móveis complementam a experiência física da viagem.

As marcas agora têm esse desafio como alvo, tendo como aliado os dados móveis para proporcionar aos viajantes as informações que eles precisam, no momento em que precisam. Porém muitas empresas continuam replicando a experiência dos computadores nos dispositivos móveis.

continue lendo