O e-mail caiu em desuso? Como fazer e-mail funcionar para minha empresa?


e-mail e e-mail marketing

 

Com a popularização das redes sociais e de aplicativos de mensagens como o Whatsapp, algumas pessoas têm falado que “ninguém mais lê e-mail”, enquanto outras perguntam: “como usar esta ferramenta hoje em dia?”. Neste texto, vamos falar sobre algumas possibilidades de uso de e-mail para empresas e dar algumas dicas para você obter melhores resultados.

e-mail e e-mail marketing

Não resta dúvida que para contatos pessoais, entre amigos e familiares, o e-mail perdeu muito uso. Mesmo para questões de trabalho que precisam de rapidez na resposta ou encontrar a pessoa na rua, o “zap” cresce na preferência das pessoas. Mas, você conhece alguém que trabalhe em uma empresa e não tenha um e-mail? Sua resposta certamente será não. Por isso, é importante não cair no mito do “e-mail está em desuso”.

Pesquisa recente demonstra que o e-mail ainda é o principal canal pelo qual as empresas se relacionam com os seus clientes. De acordo com o  Email Statistics Report, o uso de e-mail ao redor do mundo continua a crescer. A previsão para 2020 é que esse número alcance 3 bilhões, ou seja, quase metade da população mundial fará uso do e-mail.  O relatório conclui também que o e-mail continuará sendo cada vez mais usado no mundo dos negócios, tanto para empresas se comunicarem internamente como para estabelecer a comunicação entre as organizações e seus clientes.

E-mail para prospecção de novos clientes

Além de excelente ferramenta para relacionamento com clientes, seja através de e-mails pessoais ou fluxos de automação programados para disparos de mensagens personalizadas conforme um cronograma e para um segmento específico, o e-mail pode desempenhar um papel importante na atividade de prospecção de novos clientes.  

Por exemplo, o envio de uma mensagem eletrônica, antes de qualquer outra abordagem por telefone, rede social e até pessoalmente, pode abrir de forma mais positiva o trabalho de prospecção. É uma estratégia que grandes empresas utilizam e que empreendedores de qualquer porte também podem usar.

Veja como:

Reúna uma lista de e-mails de potenciais clientes. Não compre listas, crie a sua, sem exageros como mandar para “todo mundo”. Defina um universo de clientes que sua empresa pode ajudar a resolver um problema.  

Se presta serviços para outras empresas, busque e-mails de contato com o setor com o qual deseja interagir. A partir disso, envie mensagens para cada uma delas perguntando com quem você pode falar a respeito do serviço ou do produto que quer apresentar.

A ideia é que a partir do envio e do retorno obtido você tenhas informações que direcionem e otimizem a prospecção. Não será um “tiro no escuro” nem um contato aleatório, além de poupar tempo por não contatar quem não deseja ser contatado ou que não tenha demonstrado interesse pelo o que está sendo oferecido.

O consultor Aaron Ross, autor do best-seller “Receita Previsível”, conta ter adotado esta estratégia quando trabalhava na gigante da automação de vendas, Salesforce.com. Precisando aumentar as vendas e otimizar o trabalho da equipe de prospecção, ele enviou 100 e-mails e recebeu cerca de dez respostas, todas com as informações que desejava: nome da pessoa responsável, telefone de contato e horário mais indicado para ligar.

Ou seja, a partir do envio de e-mail ele conseguiu agregar informações relevantes para o trabalho de prospecção, avançando algumas casas na possibilidade de fechar negócio porque não fez uma abordagem na base do chute.

Dicas para o uso de e-mail

Além de sua importância em tarefas como o trabalho de prospecção, o e-mail pode ter diferentes funções e atender diferentes necessidades na gestão de um negócio. Confira dicas para usar mais e melhor o e-mail.

E-mail profissional

Usar e-mails gratuitos como o Gmail não é proibido e pode ser uma ótima opção. Mas estude a possibilidade de usar um “e-mail profissional”, com o domínio do seu site (@suaempresa.com.br). Mesmo sendo um profissional liberal vale a pena adotar essa medida como forma de fixar mais fácil o e-mail. E cuide para não complicar o endereço. Opte por uso de e-mail curto, especialmente se o domínio for muito extenso. Use como alternativa o primeiro nome ou contato antes da @.

Dê visibilidade

Não esconda o e-mail do seu negócio nos seus canais de divulgação. Seu site ou blog deve ter uma área de contato onde possa haver um formulário, mas também o endereço de e-mail já com o hiperlink. Mais do que uma forma de divulgação, é um estímulo para que clientes e potenciais clientes cliquem e façam contato, podendo ser o início de uma conversa de ótimos resultados.

E-mail é compromisso

Ao divulgar o e-mail com um canal relevante de contato você assume o compromisso com seu cliente de que irá receber, abrir e dar o procedimento adequado para todas as mensagens que chegarem. É difícil porque a rotina do negócio toma muito tempo, mas reserve um horário para se dedicar à leitura dos e-mails. Evite deixar os clientes sem retorno. Mesmo quando não tiver a resposta definitiva para uma dúvida, faça contato, demonstre interesse e avise que assim que possível enviará mais informações.

E-mail como canal de divulgação

Dentro de uma estratégia de marketing digital, o e-mail pode ter um uso bastante ampla envolvendo software de automação e fluxos de mensagem. Mas não é preciso ir tão longe se deseja usar a ferramenta como canal de divulgação das novidades do seu negócio. Com poucos recursos e de modo prático é possível criar e enviar regularmente newsletters com informações e links relevantes do interesse dos clientes. Importante neste caso é ter uma periodicidade bem definida para criar o hábito entre os destinatários e para não correr o risco de arranhar a imagem por casa da frequência exagerada de mensagens enviadas.

Boas práticas no uso de e-mail

Para o sucesso no uso do e-mail, especialmente quanto ao envio de mensagens, é importante seguir regras, adotar boas práticas para não ser invasivo nem inconveniente, infringindo regras de privacidade ou enviando para quem não pediu para receber.

Por isso, não compre listas de e-mails. Crie seus próprios mecanismo para conquistar o e-mail dos clientes. Por exemplo, crie promoções ou distribua conteúdos especiais mediante solicitação de dados de contato. E informe-se sobre a forma correta de disparar mensagens, principalmente aquelas enviadas em massa.

(Texto editado com informações do post produzido por Infomídia para o blog da HZ escritório virtual)

Dicas de marketing digital inspiradas em cases do Vale do Silício


dicas de marketing digital

Toda empresa que busca continuamente se comunicar melhor está sempre procurando dicas de marketing digital, hacks e inspiração para novas ações que gerem melhores resultados.

Por isso aceitamos o convite da Udacity para compartilhar em nosso blog o infográfico “Manual de hacks de marketing digital que o Vale do Silício está seguindo em 2018”.

Confira abaixo a seguir e pense: o que você poderia fazer para sua empresa a partir destes casos?

continue lendo

A diferença entre “atualizar redes sociais” e ter uma estratégia de marketing digital


estratégia de marketing digital

Todo mundo está na internet e os negócios acontecem cada vez mais no ambiente online. Mas quando alguém pergunta se sua empresa possui uma estratégia de marketing digital, o que você responde: “não, ainda não” ou “sim, já usamos redes sociais”?

Seja qual for sua resposta, seu problema é o mesmo. Duvida?

continue lendo

5 motivos para rever sua presença digital


Sua empresa tem site, blog, usa e-mail e redes sociais, mas ainda assim não consegue ter uma presença digital que gere resultados. Ou seja, falha na construção de autoridade e agrega poucas oportunidades comerciais. Neste caso, o que sua empresa precisa é de uma revisão na sua presença digital.

continue lendo

[ Case de marketing digital ] HZ escritório virtual: 3 vezes mais contratos fechados por mês


case de marketing digital incluiu ebooks

O trabalho de marketing digital desenvolvido pela Infomídia Comunicação e Marketing para a HZ escritório virtual mexeu radicalmente com a rotina da empresa. Como resultado da estratégia e das ações, o número de visitantes no site da HZ aumentou de 52 para 931 por mês em 6 meses, com pouquíssimo investimento em mídia. Como consequência, a empresa passou a gerar mais contatos, ter mais oportunidades e vendas fechadas. Antes das ações da Infomídia, o número de propostas apresentadas era de apenas 5 por semana. A partir do trabalho da Infomídia, o número passou a 35 propostas por semana em média, um salto de 700%.  Um case de marketing digital. 

continue lendo

Infomídia Comunicação e Marketing recebe homenagem da ABEOC Brasil


infomídia

A Infomídia Comunicação e Marketing foi uma das empresas homenageadas por ocasião dos 40 anos de fundação da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC Brasil). A empresa presta serviços de assessoria de comunicação desde 2011 para a entidade que está presente em 12 Estados.

continue lendo

7 números que mostram como os dispositivos móveis estão transformando as viagens


A Adobe está divulgando uma lista de estatísticas obtidas a partir da plataforma Adobe Marketing Cloud que mostram como os viajantes consideram seus smartphones o item mais indispensável que carregam consigo quando viajam.

Atualmente, os dispositivos móveis e o onipresente Wi-Fi fazem com que os viajantes ainda estejam muito conectados à vida cotidiana e ao redor do mundo. A principal grande mudança é a forma como os dispositivos móveis complementam a experiência física da viagem.

As marcas agora têm esse desafio como alvo, tendo como aliado os dados móveis para proporcionar aos viajantes as informações que eles precisam, no momento em que precisam. Porém muitas empresas continuam replicando a experiência dos computadores nos dispositivos móveis.

continue lendo

Mídias Sociais e Eventos


Eventos e mídias sociais têm muita coisa em comum e a integração de ambos deixou de ser um diferencial. É questão fundamental, e torna-se um diferencial quando uma boa equipe consegue usar de modo inovador as ferramentas disponíveis, com foco no público-alvo, não na tecnologia.

Artigo do diretor da Infomídia Comunicação e Marketing, Rogério Mosimann, publicado originalmente na revista Turismo em Pauta / Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – N. 13 ( setembro-outubro 2012) – Rio de Janeiro.

Mídias sociais e eventos são plataformas de comunicação e marketing que permitem as pessoas viverem experiências com marcas e o compartilhamento de significados. Comportam ações que visam estreitar o vínculo com o consumidor, criar relacionamentos, gerar entretenimento, compartilhar informação. São meios para as pessoas se encontrarem e facilitam o agrupamento de pessoas com interesses comuns. E seja qual for o público do seu evento, uma parcela significativa dele acessa a internet frequentemente e navega em redes sociais.

continue lendo